Resumen

Este artigo nasce da ação de um Projeto de Pesquisa Institucionalizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPEG), e está ligado à linha de pesquisa Práticas Educativas, Cultura, Diversidade e Inclusão, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN/BRASIL). Objetiva compreender por meio das narrativas (auto)biográficas como um discente de camada popular com baixa visão do curso de Direito UERN vem conquistando sua ascensão social por meio dos estudos desde a Educação Básica até a Universidade, com vista ao êxito escolar. É uma pesquisa de abordagem qualitativa, com base na História Oral a partir das narrativas (auto) biográficas. O acesso e a permanência do discente na sua trajetória da Educação Básica e da Universidade é fruto do apoio familiar e do acompanhamento da Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas (DAIN/UERN). As lições e aprendizagens passadas pela família e o acompanhamento de uma Equipe Multiprofissional da DAIN contribuem para a formação do discente, empoderando-o na luta pela superação de barreiras arquitetônicas, físicas e atitudinais vivenciadas nos espaços social e acadêmico. As narrativas (auto)biográficas permitem um processo formativo e autoformativo na escrita de si e com o outro.